28 maio 2018

Gastronomia brasileira: um prato cheio para apreciadores

Estilo de Vida, Férias, Gastronomia, Turismo Sem comentários

Se existe um assunto que parece ser unanimidade é a gastronomia. Afinal, quem não gosta de conhecer novos sabores e pratos deliciosos? Essa, inclusive, é uma das partes mais legais de viajar: conhecer as receitas locais, suas origens, inspirações e saborear uma nova cultura em garfadas. E se existe um lugar em que a comida é admirada por seu grande sabor e variedade é aqui mesmo, no nosso Brasil.

Nosso país é chamado de “continental” pelo seu tamanho. São mais de 8 milhões de km² com uma das maiores biodiversidades do planeta e um clima que favorece todos os tipos de formação vegetal. O resultado é uma verdadeira salada de ingredientes e tradições, com milhares de cores, sabores e características diferentes encantando os mais diversos tipos de paladares.

Então vamos degustar a história, influências e pratos típicos de cada região para conhecer melhor todos os detalhes que fazem da gastronomia brasileira uma das mais fascinantes e apreciadas do mundo.

A origem

Para entender a gastronomia brasileira, é importante conhecer suas origens. Ela vem dos costumes de três povos: os indígenas, os portugueses e os africanos. Vamos conhecer os detalhes de cada contribuição:

Indígenas: os primeiros habitantes do solo brasileiro tiravam sua alimentação da natureza. Sua dieta incluía muitos pratos apreciados até hoje, como peixes, ostras, carne assada, mandioca, farinha, frutas, legumes e pimenta. Até o doce tinha espaço, na forma do mel de abelha.

Portugueses: nossos colonizadores trouxeram diversas novidades na forma de utensílios, equipamentos e hábitos, como as chaminés francesas, fogões e caldeirões, além de cardápios, horários de refeição e sequência de pratos. Sua principal contribuição foi a utilização do sal e o consumo de ovos. Eles também trouxeram o curral, o quintal e a horta, levando carnes como boi, porco e pato e diversos outros tipos de frutas e legumes para as mesas brasileiras.

Africanos: os hábitos trazidos pelos escravos incluíam técnicas mais avançadas que as dos índios, mas sua condição social impediu que seus sabores fossem reproduzidos inteiramente na gastronomia brasileira. Os melhores exemplos são o azeite de dendê, pimenta malagueta, coco, gengibre, inhame, rapadura e comidas de milho e coco. A culinária baiana é herança direta deles.

A gastronomia brasileira em cada região

Devido a diferentes tipos de costumes e povos colonizadores, cada região tem uma culinária bem específica que ajuda a compor o grande caleidoscópio de referências que é a gastronomia brasileira. Assim, se destacam:

Região Sul

A culinária da região Sul é uma verdadeira mistura, graças à colonização alemã e italiana, que trouxeram novos ingredientes para as já presentes cozinhas portuguesa e espanhola. No Rio Grande do Sul, a introdução da criação de gado pelos padres jesuítas criou a tradição do churrasco. Os italianos trouxeram a polenta e a galinha e predominaram no Paraná. No interior de Santa Catarina e também do RS, a cozinha alemã se destacou.

Principais ingredientes: carne bovina e erva-mate.

Pratos típicos: churrasco, barreado, arroz carreteiro, marreco recheado.

Região Sudeste

Influenciados principalmente pelas culinárias indígenas, africanas e portuguesas, os estados da região Sudeste têm gastronomia bastante parecida, com exceção à culinária capixaba, influenciada pelo Nordeste e área litorânea. Em São Paulo, a chegada de imigrantes japoneses, libaneses, sírios, italianos e espanhóis contribuiu para formar uma grande diversidade gastronômica.

Principais ingredientes: arroz, feijão, ovo, batatas.

Pratos típicos: tutu de feijão, moqueca capixaba, feijoada, picadinho paulista.

Região Centro-Oeste

Predominam as carnes bovina, caprina e suína graças à influência da pecuária. Seus pratos também têm bastante influência das imigrações portuguesa, italiana, africana e síria, além de traços indígenas. Sua fauna diversificada trouxe carnes exóticas e peixes típicos da região para o cardápio.

Principais ingredientes: pequi, mandioca, carne seca, milho.

Pratos típicos: vaca atolada, caldo de piranha, arroz com pequi, empadão goiano.

Região Nordeste

A culinária Nordestina reflete sua diversidade climática. A presença africana é bastante sentida nas regiões litorâneas. Em Alagoas, reinam os frutos do mar graças às lagoas costeiras. No Maranhão, a influência portuguesa é mais forte, enquanto no sertão o clima árido favorece o consumo de carnes.

Principais ingredientes: azeite de dendê, mandioca, camarão, caranguejo.

Pratos típicos: acarajé, vatapá, buchada, tapioca, cuscuz.

Região Norte

Considerada como o principal exemplo da gastronomia brasileira, a culinária nordestina possui raízes amazônicas com forte influência da colonização portuguesa. Imigrantes libaneses, japoneses e italianos também deixaram seu traço na culinária local.

Principais ingredientes: mandioca, açaí, pirarucu, guaraná, castanha-do-Pará.

Pratos típicos: Pato no Tucupi, Caruru, Maniçoba.

A redescoberta da gastronomia brasileira

Em comparação ao que acontecia há alguns anos, quando os ingredientes importados eram mais valorizados pelos restaurantes e seus clientes, a gastronomia brasileira vem vivendo um período de redescoberta, com interesse crescente de chefs renomados e estrelados pelos seus ingredientes e sabores únicos.

Grandes expoentes da culinária nacional, como Alex Atala, chef do renomado restaurante D.O.M, Manu Buffara, do Restaurante Manu e Helena Rizzo, do Maní, vem cada vez mais incorporando produtos naturais do Brasil, criando receitas de alta gastronomia sem abrir mão da nossa identidade.

5 restaurantes para experimentar o melhor da gastronomia brasileira

Para encerrar nosso post, nada mais adequado que indicar ótimas opções pra você que ficou com água na boca e quer conhecer melhor todos os deliciosos sabores da gastronomia brasileira. Bom apetite!

Casa da Feijoada – Rio de Janeiro, RJ

Mangai – Natal, RN

Bah! – Porto Alegre, RS

Bananeira – São Paulo, SP

Xapuri Restaurante – Belo Horizonte, MG

Fontes: Gastronomia no Brasil,, Cozinha Fit & Fat, Gazeta do Povo,Época, Julia Fleck, Rio Explore, Zarpo, Guia BH.

Comentários

Sem comentários para “Gastronomia brasileira: um prato cheio para apreciadores”

Deixe seu comentário